WANTED - Web Designer e Postador
Acede à aba Contactos e vê o que deves fazer para te candidatares.

WANTED - Web Designer e Postador
Acede à aba Contactos e vê o que deves fazer para te candidatares.

WANTED - Web Designer e Postador
Acede à aba Contactos e vê o que deves fazer para te candidatares.



EM BREVE NOVAS POSTAGENS.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Cochise

Cochise



Cochise nasceu em 1815 (dia desconhecido) e morreu em 8 de Junho de 1874, com 59/58 anos.

Foi um chefe Apache da da tribo ChiricahuaChefiou seus homens na guerra contra os estadunidenses e mexicanos (Guerras Apache), com ataques iniciados em 1861.

Cochise foi um dos mais afamados líderes Apache (neste aspecto, rivaliza com Geronimo), que resistiu às intrusões em suas terras, feitas por mexicanos e estadunidenses durante o século XIX.

Cochise e sua tribo viveram no agora nordeste do México, de Sonora até o Novo México e Arizona, região que foi anexada pelos EUA em 1850. Lutaram pela sua terra contra os espanhóis no século XVIII, até que o México se tornou independente em 1821. Os índios dependiam de comida enviada pelas autoridades mexicanas, mas quando essa prática foi suspensa em 1831, os Chiricahua começaram a se organizar em bandos para roubar a comida.

Os mexicanos começaram uma série de campanhas militares contra os Chiricahua, que conseguiram resistir. Mais tarde os mexicanos receberam ajuda de estadunidenses e nativos mercenários ou inimigos dos Apaches e mataram o pai de Cochise. Os mexicanos finalmente conseguiram capturar o líder Apache em 1848, em Fronteras, Sonora, mas depois ele foi liberto.

Após a vitória dos EUA sobre os mexicanos em 1848 e uma aliança com os conquistadores dos seus antigos inimigos, Cochise e suas tribos experimentaram um período de relativa paz. 

Nessa época, Geronimo se desligou do chefe e continuou a atacar os brancos, de forma independente. Os conflitos com os estadunidenses foram ainda reduzidos em função da Guerra Civil. Mas a paz para Cochise acabou em 1861 quando o gado foi roubado e o filho de um rancheiro foi raptado por Coyoteros, um grupo Apache, incidente que envolveu um dos filhos de Cochise. O líder e cinco familiares foram acusados falsamente pelo crime. Os seis índios foram julgados e presos pelo Tenente George Bascom. Cochise escapou, mas foi ferido com três tiros. Ele e seus guerreiros tomaram reféns para negociar a libertação dos outros parentes, por sua vez reféns dos soldados. O incidente (Caso Bascom) acabou com ambos os lados matando seus cativos. Bascom enforcou o irmão de Cochise e dois de seus primos.

Cochise então se juntou a seu parente e chefe Apache Mangas Coloradas (também conhecido por Red Sleeves e Kan-da-zis Tlishishen), iniciando uma longa série de ações vingativas contra os fazendeiros. Muitos morreram em ambos os lados, até que o governo dos EUA enviou o General James Carleton para comandar a luta contra os rebelados. Cochise e Mangas Coloradas, com cerca de 500 guerreiros, enfrentaram a força voluntária da Califórnia comandada pelo General Carleton. E sofreram com o fogo da artilharia pesada. Em Janeiro de 1863, Mangas Coloradas foi enganado e capturado pelo General Joseph Rodman West, que estava sob as ordens do General Carleton. O líder Apache foi preso e executado. Cochise, revoltado, continuou a enfrentar estadunidenses e mexicanos por toda a década de 1860.

Em 1871 o General George Crook (link a colocar) assumiu a campanha e, usando outros Apaches como batedores e informantes, conseguiu levar Cochise à rendição. Ele foi preso em setembro daquele ano.

Em 1872, os Chiricahua receberam ordens para mudar para a Reserva Tularosa, Novo México, mas recusaram deixar o Arizona. Cochise organizou uma resistência até que o General Oliver O. Howard, com ajuda de Tom Jeffords, irmão de sangue do líder, aceitou alguns termos dos Apaches. Cochise terminou os seus dias numa Reserva do Arizona, onde morreu de causas naturais.

Sem comentários:

Enviar um comentário